Melhor momento para uma reforma espiritual

Para entrar o ano novo como uma nova criatura é preciso deixar com o ano velho a velha criatura. E isso se torna possível em três passos:

1º) É necessário ter a consciência de que é um pecador, sentir-se perdida e buscar no Senhor e Salvador Jesus a sua salvação. “Porque o filho de Deus veio para salvar o que estava perdido...” (Mateus 18:11)

2º) E além dessa conscientização estar disposta a se converter mudando muito mais que sua religião, mas suas vidas completamente, abandonando os velhos hábitos e atitudes, velhos pensamentos e sentimentos. Isso significa que, no seu dia-a-dia, a pessoa deixa de lado o seu temperamento ruim, pois o seu antigo caráter passa por uma transformação radical sendo substituído pelo caráter de Deus. Se ela era geniosa, torna-se uma pessoa pacífica, contrária a brigas e discussões. Passa a ter também, a partir do seu batismo nas águas capacidade de perdoar seus inimigos, amando-os e até orando por eles. “...não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos...quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem...e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus...” (Efésios 4:17-24)

3º) Por fim, o candidato tem que desejar ardentemente esse mudança, acima de todos os outros desejos, de maneira a colocar esse encontro como prioridade em sua vida. Existem muitas pessoas que até querem esse encontro, mais esse desejo para ela é apenas mais um desejo dentro de muitos desejos que existem dentro dela, e enquanto for apenas “mais um” desejo, então esse encontro nunca acontecerá. “Buscar-me-ei e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração” (Jeremias 29:13)

Nesse versículo, vemos a razão do porque muita gente tem feito tudo direitinho, levado sua vida tradicionalmente cristã, cheias de conhecimentos bíblicos, porém vazias do Espírito Santo.

“Fez Amazias o que era reto perante o Senhor; não porém, com inteireza de coração.” (2 Crônicas 25:2)

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo