Como agradar a Deus?

June 28, 2020

 

       A Palavra de Deus relata no livro de Gênesis a história de dois irmãos: Caim e Abel. A maioria das pessoas sabem que Caim matou Abel, mas poucas são as que param para meditar sobre o motivo que levou aquele homem a praticar o primeiro assassinato da humanidade. 

      Eu lhe pergunto: Qual de nós não se alegra em ver a família unida, em harmonia? Quem não fica contente por ter um filho obediente e amoroso, um casamento feliz, a saúde perfeita ou ainda por ser bem sucedido profissional e financeiramente? 

      Ora, assim como determinadas pessoas são felizes em função dos resultados positivos que têm obtido nas mais diversas áreas de suas vidas, outros vivem tristes devido aos resultados negativos. Foi exatamente isso que ocorreu com Caim e Abel. 

      De acordo com a Palavra de Deus, Caim era mais velho que Abel, sendo o primeiro lavrador e o segundo, pastor de ovelhas. “Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; Ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante” (Gênesis 4.3-5)

       Tanto Caim quanto Abel criam em Deus, tanto que ambos procuraram demonstrar essa crença por meio de uma oferta. Da mesma forma, muitos hoje em dia dizem ter fé e, por isso, entregado suas vidas – como oferta viva – ao Senhor Jesus.

        Note, porém, que Caim ficou irado, ou seja, com muita raiva e triste porque Deus havia se agradado de Abel, seu irmão. Em outras palavras, Caim teve inveja de Abel. E esse sentimento maligno, a inveja, ainda hoje tem sido motivo de sofrimento, fracasso e até morte na vida de alguns. 

Você pode estar se perguntando: Por que Deus se agradou de Abel e não de Caim se ambos ofereceram ofertas? A resposta também está na Palavra de Deus:“Pela fé, Abel ofereceu a Deus mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas” (Hebreus 11.4). 

       A fé e a consideração de Abel por Deus era tamanha, que ele se esforçou para dar o que de melhor possuía. Podemos comparar a atitude de Abel com a das pessoas que, ao aceitarem Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas, esforçam-se para obedecer a Palavra de Deus e abandonar os vícios, a criminalidade, a prostutição, o adultério ou sentimentos como inveja.

       Já Caim ofereceu um fruto da terra, ou seja, algo fácil de entregar e que, portanto, não exigia esforço da sua parte. Ora, se o esforço de Abel foi maior do que o de Caim, você acha que seria justo da parte de Deus recompensá-los de igual modo?

       Saiba que, Deus também quer se agradar de você e torná-lo feliz sob todos os aspectos. Mas, para isso, é preciso demonstrar de fato e de verdade a sua consideração para com Ele. De que forma? Colocando a sua fé em prática.

Please reload

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo