Ainda que a figueira não floresça...


“No dia seguinte, a multidão que ficara do outro lado do mar notou que ali não havia senão um pequeno barco e que Jesus não embarcara nele com seus discípulos, tendo estes partido sós. Entretanto, outros barquinhos chegaram de Tiberíades, perto do lugar onde comeram o pão, tendo o Senhor dado graças. Quando, pois, viu a multidão que Jesus não estava ali nem os seus discípulos, tomaram os barcos e partiram para Cafarnaum à sua procura. E, tendo-o encontrado no outro lado do mar, lhe perguntaram: Mestre, quando chegaste aqui?”. (João 6:22-25).

As pessoas estavam procurando Jesus, e até fizeram um grande esforço, mas Jesus conhecendo o coração destas pessoas, viu que aquelas pessoas que fizeram aquele esforço para estar com Ele, fizeram aquele esforço não interessada n’Ele, mas naquilo que Ele poderia dar para elas.

Porque Jesus no dia anterior estava com esta multidão e antes de fazer a multiplicação dos pães e e peixes, Ele os alimentou com a Palavra e no final do dia percebendo que estavam com fome, o que Jesus fez? Jesus supriu a necessidade deles fazendo a multiplicação dos pães e peixes. Mas a gente percebe aqui que de tudo que elas receberam, o mais importante para elas foi o pão, não foi a Palavra que Jesus estava dando para elas. Não foi o pão espiritual, mas o pão físico, você por exemplo, tem feito um esforço para estar com Jesus, agora a pergunta é a seguinte, quais são as suas intenções? Você quer estar com Jesus por que? Por que você vem procurando Jesus? Por que razão você vem procurando Jesus? Você procura Jesus porque você O ama de todo o seu coração? Você o tem acima de tudo? Ou você vem procurando Jesus porque você não tem o pão (bençãos) e quer se fartar? Você não tem o pão e quer se fartar? Jesus chegou para estas pessoas e disse assim:

“Quando, pois, viu a multidão que Jesus não estava ali nem os seus discípulos, tomaram os barcos e partiram para Cafarnaum à sua procura. E, tendo-o encontrado no outro lado do mar, lhe perguntaram: Mestre, quando chegaste aqui? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: vós me procurais, não porque vistes sinais, mas porque comestes dos pães e vos fartastes”. (João 6:24-26).

Por isso que vocês estão me procurando, vocês precisam comer e não tem o que comer, e estão me procurando, por isso que vocês estão me procurando, não pelos sinais, não por aquilo que EU sou ou represento para vocês, aí Ele diz assim: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna”. (João 6:27).

Qual é a comida que subsiste para a vida eterna? A Palavra de Deus. a presença de Deus é a comida que faz você subsistir, subsistir quer dizer permanecer, ou seja vencer a tudo, a ponto de você ir com a fidelidade da sua fé até os últimos segundos da sua vida, então Ele está dizendo aqui que deve-se trabalhar pela comida que subsiste para a vida eterna, que diz assim: “A qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo”. (João 6:27).

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo