Apagando o passado como Filemom


Filemom era um cristão muito rico que morava em Colosso e tinha se convertido através das pregações de Paulo e se tornou um cristão fervoroso ao ponto de ter uma igreja em sua casa

Ele era também, dono de alguns escravos e um deles chamado Onésimo havia fugido e nessa fuga acredita-se que ele tenha levado algum bem de Filemom fazendo dele um escravo fugitivo e ladrão. E foi nessa condição que ele conheceu o Apostolo Paulo na prisão.

Os escravos eram tratados como objetos de seus senhores e não tinham qualquer importância para a sociedade, por esse motivo as pessoas não tinham qualquer pena ou afeto por um escravo, ainda mais se fosse um escravo criminoso como Onésimo.

Mas assim como Deus nos vê como almas, independente da condição social ou qualquer outra coisa, somos almas e como elas somos preciosos aos olhos do Senhor Jesus, Paulo como todo verdadeiro convertido viu Onésimo como uma alma e lutou pela sua transformação ao ponto de depois de se converter chama-lo de filho, tamanho era o amor que ele tinha por aquela alma.

Mas o crime de Onésimo diante da lei ainda o impedia de ser “útil” ao evangelho servindo Paulo na prisão ou saindo para pregar o evangelho, e por isso Paulo depois de algum tempo que Onésimo tinha se convertido, sabendo que Filemom também era um de seus “filhos na fé”, decidiu escrever uma carta a Filemom para que este o perdoasse e o aceitasse de volta, não como escravo, mas como irmão na fé!


Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões; O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar. E tu torna a recebê-lo como às minhas entranhas. Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho; Mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas, voluntário. Filemom 1:10-14

• Paulo na condição de apóstolo e pai espiritual de Filemom poderia ter exigido que ele o perdoasse, mas ao invés disso, Paulo o envia para que o próprio Filemom fizesse isso por livre vontade para que ele fosse beneficiado. Todos sabemos que quem perdoa é mais beneficiado do que quem é perdoado, pois quem perdoa alguém recebe de Deus o perdão maior.


Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre; Não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor Fl 1:15-16

• Aqui Paulo está tentando mostrar que Deus permitiu, e até usou aquela situação para que Onésimo se convertesse e de uma certa forma se tornasse ainda mais útil para Filemom, uma vez que ele tinha uma igreja dentro da sua casa.


Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta. Eu, Paulo, de minha própria mão o escrevi; eu o pagarei, para te não dizer que ainda mesmo a ti próprio a mim te deves Filemom 1:17-19

• Paulo esta passagem bíblica representa “espiritualmente” o Senhor Jesus no papel de intercessor assumindo toda culpa por qualquer erro que Onésimo tenha cometido, tal como Jesus pagou pelos nossos pecados.


Sim, irmão, eu me regozijarei de ti no Senhor; recreia as minhas entranhas no Senhor. Escrevi-te confiado na tua obediência, sabendo que ainda farás mais do que digo. Filemom 1:20-21

• Agora a decisão estava nas mãos de Filemom! Deus estava ensinando um homem que era senhor a se tornar servo, alguém que estava habituado a dar ordens, agora se sujeitar a fazer algo que não era comum naquela sociedade e não se tratava apenas de uma questão material ou sentimental, mas perdoar um escravo criminoso ia contra todos os costumes daquela época. Ele sabia que sofreria preconceito da classe alta da sociedade em que vivia, correria também o risco de criar uma desordem entre os seus escravos que poderiam ver esse gesto como um sinal de fraqueza, mas era o momento dele viver o que ainda não tinha vivido para ter as experiencias com Deus que ele ainda não havia tido! Era hora dele fazer, não o que o seu coração ou a sociedade queria, mas o que como cristão era certo que ele tinha que fazer!


Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza. Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. Efésios 4:17 ao 25

maiorca fm iurd
Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo.
E as 18:30hs o Programa Casos Reais 
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube