Comunhão com Deus na viração do dia





Antes da queda de Adão e Eva, Deus passeava com eles no Jardim do Eden todos os dias na viração dos dias. Sempre no fim de um dia e antes do início da noite, Deus ia até eles para um momento de comunhão, e essa sempre foi a vontade de Deus. Ele sempre quis fazer parte da vida das pessoas, e não um Deus distante, que só é lembrado quando se precisa de algum favor, mas ser um pai, um amigo, um confidente, um companheiro, e etc. Foi assim com Noé que andava com Deus, com Abrão que foi chamado amigo de Deus, com Davi que tinha um coração segundo Deus e era fascinado pela presença de Deus e tantos outros!

Mas, se por um lado esse sempre foi o prazer de Deus (estar em comunhão com o homem), por outro lado, esse também sempre foi a maior raiva do diabo! Ele não suporta ver o homem em comunhão com Deus! O exemplo de Jó é claríssimo! O diabo não suportava o temor de Jó, e quando ele tocou na familia, bens e na saúde de Jó, qual era a sua intenção? Era tirar o temor que Jó tinha a Deus, levando ele a blasfemar! Mas nem tudo o que Jó passou afastou ele da comunhão que tinha com Deus!

Por muito tempo o diabo via Deus passeando com Adão e Eva, e pensava em alguma forma de acabar com aquela comunhão. Mas como fazer isso? Como o diabo poderia impedir que essa comunhão existisse?

Em uma ocasião que ele viu Eva próximo da árvore que ela não devia tocar foi que o diabo viu a chance de separá-los de Deus. Naquela altura em que Adão e Eva viviam no paraíso em que nada lhes faltava, só havia essa hipótese, mas com o passar dos tempos o diabo foi diversificando a sua maneira de afastar com Jó foi com os problemas, com Daniel ele usou o rei para ameaçar que se ele continuasse a orar três vezes ao dia como tinha costume seria lançado na cova dos leões. E hoje a que temos visto mais ele usar foi a estratégia que ele usou no Egito quando ele ocupou o povo aumentando a carga de trabalho para eles sequer pensarem em buscar a Deus. Assim o diabo tem feito as pessoas estarem tão ocupadas, distraídas que elas acabam abrindo mão dessa comunhão com Deus.

As pessoas hoje só pensam em produzir, conquistar e se esquecem de ter seus momentos com Deus. O que a gente mais encontra são pessoas que vem de vez em quando na igreja e dizem:”Eu não estou conseguindo vir a igreja!”. Se elas não conseguem vir quarta e domingo buscar nestas reuniões imagine se ela está tendo tempo para orar, ler a biblia todos os dias? As pessoas estão vivendo hoje no estilo Marta: Eu tenho que fazer, eu tenho que conquistar e etc.

“Quem acarretar pedras será maltratado por elas, e o que rachar lenha expõe-se ao perigo.

Se estiver embotado o ferro, e não se afiar o corte, então, se deve pôr mais forças; mas a sabedoria é excelente para dirigir.” Eclesiastes 10:9-10

O que significa isso? A pessoa está lá com o machado e tem a função de cortar lenha, mas ele quer trabalhar, e está tão obcecado em garantir resultado que não quer parar para amolar o machado, dai ele ter que pôr mais força cada vez mais por um resultado cada vez menor. Mas se ele fizer uma pausa para amolar o machado (o que pode parecer uma perda de tempo) vai transformar o trabalho dele em um resultado muito melhor. Ou seja, ele vai rachar mais lenhas em menos tempo e com menos esforço! Mas muitas vezes o pensamento de que não posso parar porque tenho que produzir, não nos permite produzir como deveríamos se tirássemos um tempo de qualidade para a nossa comunhão com Deus. Ter tempo com Deus é amolar o machado. O Senhor Jesus é o maior exemplo disso: “A sua fama, porém, se propagava ainda mais, e ajuntava-se muita gente para o ouvir e para ser por ele curada das suas enfermidades. Ele, porém, retirava-se para os desertos, e ali orava” Lucas 5:15-16 Mesmo sendo o Deus Filho, Jesus priorizava Sua comunhão com o Pai acima de qualquer outra necessidade. Lucas deixa claro isso em várias passagens (6.12; 22.44; 23.46), inclusive neste trecho, quando o Salvador Se retirou para orar, apesar da multidão que foi ao Seu encontro para ser curada e liberta. A excelência do ministério do Senhor Jesus estava na estreita intimidade que mantinha com Deus. Se este tempo dedicado à oração era tão importante para o Salvador, imagine para nós!

Estamos vivendo tempos que a humanidade está no seu limite! Esgotamento, stress, depressão, e etc, são os sintomas de o ser humano não está suportando toda essa pressão. Se eles parassem para amolar o machado, a vida delas seria mais leve! Cada jejum de Daniel que Deus permite que aconteça é um grito de Deus pedindo a nossa atenção! Use o tempo que voce tem para alguma distração do seu dia para ter os seus momentos com Deus como Adão e Eva na viração do dia e eu tenho a certeza de que voce será renovado e com o machado amolado (comunhão com Deus), tudo será diferente na sua vida!


maiorca fm iurd
Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo.
E as 18:30hs o Programa Casos Reais 
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube