Raízes profundas

Havia um médico, cujo hobby era plantar árvores no quintal da sua casa. Um dia. Houve um vendaval muito forte e as árvores da rua e dos vizinhos do médico caíram todas, pois não resistiram à força do vento, as únicas que permaneceram de pé foram as do seu quintal.

Ao ser questionado do porquê de suas árvores terem sido as únicas que não foram arrancadas com a força do vento ele explicou aos vizinhos que ele nunca as regava e, por isso, elas demoravam muito a crescer, porém cresciam fortes e resistentes.

A sua teoria era que, se as regasse, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre à espera da água, da rega ou das chuvas, vinda de cima e sem lhes exigir qualquer esforço. Como ele não o fazia, as árvores demoravam mais a crescer, mas as suas raízes iam para o fundo da terra, em busca da água. Assim, segundo ele, teriam raízes mais profundas e seriam mais resistentes. Disse ainda que, frequentemente dava uma palmadinha nas árvores, com um jornal enrolado, e fazia isso para que se mantivessem sempre acordadas e atentas.

De certa forma, Deus não proporciona facilidades, mas nos dá a fé sacrificial, para irmos até onde as bençãos estão (no altar) e conquistá-las de uma maneira que nunca mais serão arrancadas pelos vendavais da vida!


"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha. E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína." Mateus 7:24 ao 27



Deus abençoe a sua vida!

Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo