Tenha sempre alternativas para situações imprevistas.


Uma vez, um caçador recebeu de um magico uma flauta encantada que, ao ser tocada, encantaria ao animais, fazendo-os dançar. Desse modo, veria facilitada a sua acção. Entusiasmado com o instrumento, organizou uma caçada e convidou dois outros amigos caçadores. Logo no primeiro dia, deparou-se ao grupo um feroz tigre. De imediato, o caçador pôs-se a tocar a flauta, e milagrosamente, o tigre, que já estava próximo de um dos seus amigos, começou a dançar, sendo abatido à queima-roupa.

Horas depois, foram atacados por um leopardo, que saltou de uma árvore. Ao som da flauta, contudo, o animal transformou-se: de agressivo, ficou manso e dançou. Os caçadores não hesitaram: mataram-no, com vários tiros.

Ao final do dia, o grupo encontrou pela frente um leão faminto. A flauta soou, mas o leão não dançou. Pelo contrario, atacou um dos amigos e, em seguida, matou o outro. O tocador de flauta, desesperado, fazia soar as notas musicais, mas sem qualquer resultado. O leão não dançava e, enquanto ele tocava, o caçador foi devorado. isto aconteceu porque ele não percebeu que o leão faminto era surdo e, portanto, não ouvia o som mágico da flauta.

A moral da historia é que não devemos confiar nos métodos que sempre resultaram, pois, um dia, podem falhar. Tenha sempre um plano de contingência, prepare alternativas para as situações imprevistas, analise as possibilidades de erro. Previna-se: Esteja atento às mudanças e não espere pelas dificuldades para agir.


O prudente prevê o mal, e esconde-se; mas os simples passam e acabam pagando.

Provérbios 22:3

maiorca fm iurd
Ouça diariamente pelas 23hs, a mensagem amiga do Bispo Macedo.
E as 18:30hs o Programa Casos Reais 
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube